O ANJO DA GUARDA E A PRIMEIRA REUNIÃO PREPARATÓRIA PARA O

V FÓRUM MUNICIPAL DE CULTURA

por Zema Ribeiro (*)

Ainda me pergunto o por que de quando se necessita cortar gastos em determinada publicação, as primeiras “vítimas” são as páginas do caderno de cultura; assim acontece também com investimentos estatais e privados e, se fôssemos citar mais exemplos, o texto se prenderia a isto, o que não é nossa intenção.

A “cultura”, que não é só “coisa de artistas” – como bem frisa o tema do V Fórum Municipal de Cultura – ainda desperta – e muito – o interesse de pessoas ditas “comuns”.

O Fórum Municipal de Cultura é um espaço democrático e apartidário para a discussão de políticas públicas para a cultura, nunca a dissociando de temas como economia, políticas sociais, comunicação e educação.

A primeira reunião preparatória para este acontecimento ímpar – o V Fórum, que se realizará nos dias 1, 2, 3 e 4 de setembro – serviu-nos como um belo exemplo: durante o último sábado, dia 12 de junho, inúmeros interessados ocuparam as “arquibancadas” do Teatro Itapicuraíba, no Anjo da Guarda para tecer discussões em torno do tema. A repercussão superou as expectativas dos membros da comissão organizadora do evento, representada na ocasião, por Joãozinho Ribeiro (Secretaria Executiva), Itevaldo Jr. e Zema Ribeiro (Assessoria de Imprensa).

As discussões realizadas trataram do coletivo. Os presentes tentavam mostrar que o Anjo da Guarda não pode – nem deve – ser lembrado apenas por ocasião da encenação da Paixão de Cristo; inúmeras outras manifestações culturais “povoam” o bairro. A Lei Municipal de Incentivo à Cultura – ora paralisada – também foi debatida.

Este primeiro encontro foi marcado por belos momentos. As pessoas não se incomodaram em perder o dia dos namorados para discutir um tema como cultura, quase sempre posto em um plano de importância inferior na cesta de necessidades básicas à condição humana. Durante o acontecimento, relatos, trocas de experiências e apresentação da peça “João Boa Morte: Cabra Marcado pra Morrer”, do poeta Ferreira Gullar, com o Grupo Grita.

A segunda reunião preparatória ficou agendada para o dia 26 de junho, em local ainda a ser definido, e a terceira, em 3 de julho, na comunidade de Rio dos Cachorros. Lá, nesta data, estarão acontecendo diversas atividades artísticas. O encontro terá início às 8h e, a exemplo do Anjo da Guarda, deve durar todo o dia, entre as discussões e as atividades culturais.

“A idéia de organizar o fórum maior em prévias reuniões preparatórias é a de descentralizar, até fazendo jus ao tema proposto, que diz que ‘cultura não é só coisa de artistas’”, diz Joãozinho Ribeiro, nome maior do fórum ludovicense, e que o estará representando em Rio Claro-SP, onde acontece entre os dias 17 e 19 de junho, o III Fórum Regional de Políticas Culturais. Esta será a mais importante discussão sobre cultura antes da realização do Fórum Cultural Mundial, que acontecerá em São Paulo entre os dias 26 de junho e 4 de julho.

Críticas, sugestões, dúvidas? Entre em Linha Direta com o Fórum: (98) 9609-8139, 9114-2769 e/ou forummunicipaldecultura@pop.com.br

(*) da Assessoria de Imprensa do Fórum Municipal de Cultura

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM) e o Radioletra (sábados, às 20h45, na Rádio Universidade FM). Coautor de "Chorografia do Maranhão (Pitomba!, 2018). Antifascista.

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s