também no blogue da suely mesquita

[o texto abaixo foi publicado no jornal pequeno, jp turismo, primeira classe, hoje; está, também, republicado no blogue da suely mesquita e pode ser lido aqui]

Casa brasileiríssima

Mário Sève reúne bons músicos-amigos em disco festivo e plural.

por Zema Ribeiro*

No céu azul, uma nuvem branca tem formato de mapa do Brasil. A capa, de Elifas Andreato, desde sempre um clássico das artes visuais de diversos registros fonográficos brasileiros, parece traduzir perfeitamente a pluralidade desse “Casa de todo mundo” [Núcleo Contemporâneo, 2007, R$ 21,00], registro (não podemos falar em “solo”) de Mário Sève, integrante do grupo Nó em Pingo d’Água, que participa da festa.

“Casa de todo mundo”, como diz o título, é festiva reunião de músicos fazendo o que sabem de melhor. As músicas, todas de autoria do anfitrião, alternam-se entre temas cantados e instrumentais, algumas ganhando letras de parceiros como Suely Mesquita, Pedro Luís, Nelson Ângelo e Sérgio Natureza.

Entre os diversos gêneros que o disco traz, diversos artistas e grupos passeiam – cada faixa traz pelo menos um convidado: Mônica Salmaso em “Toada”; Zé da Velha, Silvério Pontes e Jorginho do Pandeiro em “Samba no pé”; Suely Mesquita e Quarteto Maogani em “Imaginária”, belo choro com letra da primeira; o grupo Mestre Ambrósio em “O cabra”, forró que traz versos de Siba na abertura; Rosa Emília e Nelson Ângelo em “Da antiga”, com letra do segundo; o Conjunto Época de Ouro na valsa que leva o mesmo nome do tradicionalíssimo grupo instrumental.

“”Casa de todo mundo”, como uma acolhedora casa brasileira, é meu “Plano Habitacional””, afirma Mário Sève, no encarte do disco. Ele, que bem sabe receber, ficará feliz com sua presença. Entre e deixe-se invadir pela rica variedade que sairá de seu aparelho de som, da primeira à última faixa.

*correspondente para o Maranhão do site Overmundo, escreve no blogue http://zemaribeiro.blogspot.com

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (com Gisa Franco, aos sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM) e o Radioletra (com Suzana Santos, aos sábados, às 20h45, na Rádio Universidade FM e reprise na Timbira AM, às 21h). Coautor de "Chorografia do Maranhão" (Pitomba!, 2018) e autor de "Penúltima página: Cultura no Vias de Fato" (Passagens, 2020). Antifascista.

Uma consideração sobre “também no blogue da suely mesquita”

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s