Dia dos bruxos

31 de agosto não é dia das bruxas: é dos bruxos.

Uma vez fui a uma festa em que as atrações eram o mesmo trio titular de DJs anunciados na filipeta que abre/ilustra este post: Franklin, Pedro Sobrinho e Zod, em ordem alfabética. A eles, nesta, se soma o convidado Jards Zue.

Desta vez o palco é o Odeon, bar que foge à regra quase geral do mau gosto que toma conta da Praia Grande.

O mote da festa é celebrar antecipadamente os controversos 400 anos de São Luís, 400 anos de lendas, doidices e mistérios. É tanta doidice que o Odeon anuncia este grande encontro para 32 de agosto. Doidice? Eles sabem que o negócio vai amanhecer e muita gente nem vai querer saber de “quando entrar setembro”…

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (com Gisa Franco, aos sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM) e o Radioletra (com Suzana Santos, aos sábados, às 20h45, na Rádio Universidade FM e reprise na Timbira AM, às 21h). Coautor de "Chorografia do Maranhão" (Pitomba!, 2018) e autor de "Penúltima página: Cultura no Vias de Fato" (Passagens, 2020). Antifascista.

Uma consideração sobre “Dia dos bruxos”

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s