De clássicos (para o dia começar e terminar bem)

O clássico de ontem terminou bem. Pra começar idem a segunda-feira, alguns outros:

Choro nº. 1, de Heitor Villa Lobos, por Turíbio Santos.


Um medley com Pedacinhos do céu, Delicado e Brasileirinho, todas de Waldir Azevedo, por Danilo Brito, bandolinista que aqui aparece tocando cavaquinho, instrumento de origem do autor.

Brejeiro, de Ernesto Nazareth, com o Conjunto Época de Ouro.


Santa Morena, de Jacob do Bandolim, com o Trio Madeira Brasil.


E pra fechar o clima animadíssimo da Banda Mantiqueira, com Segura ele, do aniversariante do dia, Pixinguinha, propósito da data de hoje ser o Dia Nacional do Choro.

E a segunda-feira certamente vai terminar bem e bonita: