Morre, aos 91 anos, Seu Teodoro, um dos mestres da cultura popular do DF

DO CORREIO BRAZILIENSE

Seu Teodoro Freire (foto), mestre da cultura popular e o principal idealizador do bumba meu boi no Distrito Federal, morreu na madrugada deste domingo (15) no Hospital Santa Helena, em Brasília/DF. Ele estava com 91 anos e sofria de enfisema pulmonar e há alguns dias resistia aos revezes das saúde debilitada. Ele conseguiu, ainda em vida, a honra e o merecido reconhecimento de receber das mãos do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do também então Ministro da Cultura Gilberto Gil, a Ordem do Mérito Cultural tornando-se uma grande referência de cultura popular na cidade e sendo reconhecido o trabalho dele como patrimônio imaterial do Distrito Federal.

O velório acontece hoje, a partir das 12h, no Centro de Tradições Populares, em Sobradinho, e está sendo organizado pela família, afirmou Guarapiranga Freire, um dos filhos do artista e que nos últimos anos tem assumido a responsabilidade em continuar com o trabalho cultural do bumba meu boi e do tambor de crioula de Seu Teodoro.

No último dia 10 foi aberto o período de festejos de São Sebastião, que iria até o próximo dia 20. “Com o falecimento de meu pai, teremos que cancelar toda nossa programação deste mês. Não há o menor clima de continuarmos com as festividades agora. Ficou um vazio muito grande”, explicou Guarapiranga Freire no site oficial de seu pai.

Seu Teodoro Freire – O maranhense Teodoro Feire, conhecido como Seu Teodoro, nasceu na pequena cidade de São Vicente Ferrer, localizada a 280 km de São Luís/MA, em 1920. Desde os oito anos era apaixonado pelo cultura popular e dedica-se à tradição de sua região: o bumba meu boi e outras paixões como o time de futebol Flamengo e sua escola de Samba, a Mangueira.

Seu Teodoro chegou à cidade em 1962, trabalhou na UnB e criou o Centro de Tradições Populares, em Sobradinho, onde seguiu mantendo viva a cultura do bumba meu boi na cidade.

&

O blogue agradece a gentileza do link a @AgostinhoMPB e reproduz o  texto com pequeníssimas correções ao longo do mesmo, inclusive a localização de São Luís, dada como se no Mato Grosso do Sul no texto original.